segunda-feira, 28 de maio de 2012

Velha Infancia !


A minha velha infância.

       Toda vez que lembro da minha infancia, não consigo lembrar de uma infancia simples, com restriçoes (que eu sei que eram por motivos financeiros), me lembro de ter ido poquissimas vezes ao cinema, nao sei ao certo se foram 2 ou 3, naõ me importa. Tambem lembro de não ir aos passeios da escola e de nao ter os brinquedos da moda e nada disso marcou a minha infancia porque quando penso nisso sabe o que vem À mente?


 Sol, luz, sorriso da minha mae, das sonecas e dos cholates quentes nas tarde frias.

 Lembro das minhas bonecas de papel com roupinhas novas que eu mesma criava, recortando e pintando.Lembro da massinha que a minha mae fazia, dos machudados resultantes de uma criança serelepe.

 Eu lembro de luz, riqueza.

 Do meu pai e do meu avo brincado de pipa comigo, de correr em volta da arvore enquanto meu avo fazia um balance pra mim, de jogar bola com outro vo careca, de mais machucados por ter caido da bicicleta.

 Lembro dos tecidos da minha vo, dos moldes de costura e de juntar botoes iguazinhos para ela consertar uma roupa e não podia faltar - os vestidos lindos que a minha vó fez pra mim, únicos, que ninguem mais tinha.

 Se algo não me agradou, não sei, ficaram lá perdidas no passado, cinzas que o tempo levou e espalho, pra mim... somente boas risadas e luz.


*******___________*******__________*******___________*******__________*******_____


Espero que tenham gostado deste texto que escrevi com todo carinho, ele descreve sim a minha real infancia, mas o que eu realmente guardei dela.

Obrigada pelos comentários, quanto mais aparecem por aqui, mais tenho vontade de escrever.

Até mais!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Acontecendo por aqui.


Olá Pessoal.

Desculpa pelos atrasos no post da série "50 coisas Fora", mas a reforma ( que ainda não começou) e seus contratempos, tomaram um pouco as energias e nao tive muito animo para escrever.
O destralhamento continua - não tão firme e forte - porque agora já nao estou mexendo em caixas velhas e coisas quebradas ou inuteis. Agora estou mexendo com algumas coisas que eu gosto e nao uso e estão paradas há muito tempo, entao no exercicio de doação, entra o exercicio de desprendimento. Agora parto para a fase mais dificil. Entender cada ligação que tenho com os objetos e compreender porque pra mim ele é tão dificil ser doado.

Sobre o apartamento - Ainda não consegui achar um pedreiro, o que medeixa frustada - Imaginem as coisinhas da cozinha ali compradas (piso/revestimento/ pia/ tanque/balcao e outras cositas más) todas ali paradinhas a espera de alguem colocar a mao na massa ( que não cobre o olho da cara).

hoje vamos no apartamento fazer o orçamento com mais um profissional e sábado tem mais um, entao hoje vou tirar umas fotinhos com o celular mesmo e em breve ( espero que semana que vem) monte um post só da cozinha e com a reforma que iremos fazer.

Decidimos reformar a cozinha por blocos, conforme uma parte da casa for reformada, avaliamos a necessidade de modificar outro ambiente com a nossa condição financeira. Assim pretendo continuar no azul sem comprometer a qualidade da reforma e as nossas expectativas da casa nova.

Entao espero muito em breve ter mais novidades pra vcs.
Beijos.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

DEVANEIOS E DESABAFOS


DEVANEIOS E DESABAFOS

Hoje o dia está cinza, proeminência de chuva, ou são meus olhos que estão assim meio que preguiçosos pedindo colo?

Hoje não estou para dengos, hoje estou para perguntas, para ficar quietinha comendo brigadeiro e indagando sobre a sociedade.
Não me ensinaram a ser legal quando o chefe não é lá aquelas coisas, esqueceram de me dizer que o sorriso no rosto tem que ser colocado, igual batom, pq ele simplesmente não aparece assim do nada.

Esqueceram de me dizer que na faculdade não se aprende nada, só ali na lida mesmo, azedando os temperos e carregando no sal que se aprende o que não pode errar, por que o erro, ah o erro é quase que inevitável, tanto ele quanto os tombos, que serão muitos, ou não, quem sabe se vc conseguir sempre ler o "aviso de piso escorregadio!".

Principalmente esqueceram-se de avisar que uma boa parcela do seu dia não será ao lado de pessoas com boas intenções, ou com desejos parecidos com os seus.

Se o seu objetivo é ter um trabalho limpo e concretizado, mal sabe que para isso terá que enfrentar os trabalhos mais sujos de todos.
Não é fácil lidar com pessoas, não é fácil lidar  com dinheiro (e se os dois estão juntos então, a situação piora ainda mais)

Então qual seria a alma do negocio (e o negócio tem alma? ou ele já vendeu também numa liquidação a preço de banana?)

Eu não tenho um plano B, tem gente que tem plano C,D, de emergência e pós emergência. Muitos dizem que o mundo acaba este ano, mas e para aqueles que o mundo já acabou há tanto tempo? Pra mim já vivemos eras diferentes, tantas que não reconhecemos nem as passagens delas. Pra mim estamos numa era apocalíptica, furiosa, bem jogos vorazes, onde o importante é se alimentar do outro.

Meu plano é viver um dia após o outro, da maneira mais digna possível, planejo sim alcançar alguns méritos e subir  alguns degraus com isso.Humm então tenho planos? Mas achei que eu não tinha /seguia planos apenas vivia. Acho que preciso rever meus conceitos.
P
refiro a minha vida sem tantos tracinhos e setinhas apontando para onde eu devo ir a cada passo. Se eu estou certa ou errada não sei, já mencionei que hoje estou para perguntas e não para respostas?

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Projeto "50 coisas fora"


Resumo da primeira semana:


Olá, Ontem foi feriado e aproveitei para dar uma boa colhida nos materiais aqui em casa, a minha maior força para seguir com o projeto adiante é uma vida mais minimalista, sem todo esse peso material de bens que não são usados e só servem para acumular pó e energias na minha casa.

Claro que aproveite muito o dia de ontem para dormir e descansar também, estava tão friozinho e gostoso para ficar em família. Não consegui colocar o post na segunda no ar e ontem acabei nem ligando o computador então acabou ficando pra hj mesmo.
Mesmo com todo esse pensamento lindo não é fácil, pois sempre me pego a pensar e se eu precisar? E se não tiver condições de futuramente comprar esse mesmo produto depois? E por ai vai. Sim muitas indagações para alguém tão novo (ué não é assim que amadurecemos?)

Pois saldo é promissor, para quem me conhece a longa data isso já está sendo difícil de mais e toda essa lista é algo inacreditável até mesmo pra mim, só para não cair em tentação, tudo o que foi separado já foi doado ou jogado fora, uma regrinha era vc visualizar tudo o que separou e refletir... Pois bem vou refletir por fotos e pelo espaço vazio em casa. Vamos à lista?
 - Bolsas diversas (4), nécessaires (2), notas fiscais antigas, revistas velhas, imãs velhos, algumas peças de roupas.
Já posso ver pelo balaço inicial que não serão 50 tipos de coisas diferentes a serem descartados, vai ser algo muito mais quantitativo do que qualitativo... Mas pra mim ainda que nesse seja com essa regra, está valendo.
Falta ainda mexer em muita coisa em casa e estou fazendo isso bem aos pouquinhos para não aumentar a bagunça em casa. Já que para fazer isso tiro uma “parte” de coisas de um lugar e vou avaliando item por item e antes de repor limpo o local e retorno os objetos que ficaram.

Algumas carteiras antigas (no total foram 4) vão ser oferecidas para o pessoal de casa, se alguma sobrar passarei adiante (irão direto para a sacola de doação). Fiquei só com duas, uma pequena verde já antiguinha e uma maiorzinha que está em uso.

Ainda falta muita coisa para mexer, mas só de ter começado a revirar na energia da casa já fico feliz, pois agora quando comprar alguma coisa, vou saber o que realmente estou precisando.
Beijos e até mais!

terça-feira, 1 de maio de 2012

Nega do cabelo Duro...


Nega do cabelo duro...Qual é o pente que te penteia?

Ai ai, acordei hoje esbaforida, com tantas coisas na mente e ainda o cabelo para arrumar, lembrei-me desta musica que minha vó cantava praticamente todos os dias quando ela me arrumava para escola.

Santa paciencia, tinha o cabelo quase na cintura e todos os dias ela arrumava pacientemente desembaraçava todos os nós e nao doia e ainda fazia tranças lindas.

Vó.. vem me arrumar hoje vem.