quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Desapegando de um mundo que eu neguei tanto!


Serão tres anos e tres meses dentro de um mundo no qual desejei sair desde o primeiro dia que entrei, sei que não terá retorno, dificilmente terá.

Até este momento só desejava a mnha saída, sei bem o peso da consequencia dela, pois não é algo que poderei me dar o luxo de ficar sem, mas agora passando o meu serviço a terceiros é que sinto o peso da despedida.

Ainda desejo sim a saída deste local, mas como toda a despedida, ela tem um impacto dentro do cotidiano da vida. Como muita gente prefiro cobras declaradas do que lobos em pele de cordeiro e se a minha insatisfação era grande, me precaver contra alguns lobos disfarçados já não era a minha maior preocupação.

Sentirei falta do meu espaço, um lugar que foi marcado por tantas mudanças na minha vida pessoal, é dificil despedir, mesmo sendo algo que e desejei tanto. Será uma nova vida e o que é mais difícil pra mim talvez seja essa expectativa toda de como será a vida lá na frente.

É uma situação inteiramente nova pra mim, nunca passei por isso, quando deixei meu emprego anterior foi decisão de um unico dia, a decisão foi tomada pela manha e no fim do dia comunicada ao departamento resposavel, agora é uma decisão com data certa indedinida mas bem programada, uma aviso de um pouco mais de tres meses, até a minha Adorada Alice nascer.

Não sei como será o meu retorno ao mercado de trabalho, me despedir da minah bebe todos os dias e procurar um novo local de trabalho. Mudanças são necessarias, mas elas sempre me assustam.

Até mais!

3 comentários:

Cacau disse...

Hellen, minha profissão me permitiu me afastar por quanto tempo eu quisesse a cada nascimento de cada filho. Do último, fiquei afastada 4anos. Retornei ao trabalho em maio como se nunca tivesse parado, num local novo. Eu realmente não sei sobre a sua profissão, se o mercado permite voltar e com que facilidade. Mas eu, particularmente, gosto muito de ficar em casa. Eu posso contar com meu marido pra isso, tanto psicológica, quanto financeiramente. Mas muitas de nós não podemos. A mulher tem os filhos, se doam na criação e ainda trabalham fora. Sei que depois que a Alice nascer, suas certezas e prioridades aparecerão naturalmente. Deus quando manda uma criança ao mundo, para o colo de uma mãe, Ele abre outros caminhos. A nossa vida vira de cabeça pra baixo, né? Mas é delicioso! Se preocupe só na hora e Feliz Ano Novo!

Reformando a dois disse...

Helenzita !!! Saudades de vc florzinha !!! E que notícia boa esta que vc está contando hemmm !!! ... Um conselho de uma pessoa mais experiente (a velha falanado): Emprego nenhum vale tanto aborrecimento ... Fica tranquilha meu amor !!! As coisa vão acontecer da melhor forma possível, não antecipe preocupações, Deus está no controle e ELe arranjará tudo para vc no momento certo as coisas vão acontecer ... Trabalho é o que não falta !!!
Além do mais vc só precisa pensar nisso só bem prá frente, depois que a Alice nascer vc entrará de licença maternidade (4 meses), só depois disso vc será desligada da empresa, daí passará a receber o seguro desemprego (acho que por 5 meses) ... Se vcs se programarem direitinho, acredito que dê para ficar 1 ano sem trabalhar e assim vc acompanha o 1º aninho integralmente dela, isso é uma bnção !!!

Bjs e vê se não some mais.
Neili

Reformando a dois disse...

Ahhh e se prepare para a melhor experiênca da sua vida !!! É indescritível !!! BOM DEMAIS !!!

Bjs