sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

60 dias sem comprar # 4

Resistir as compras na farmácia.

Mês de setembro e outubro foi algo bem movimentado em relação a farmácias \drogarias e lojas do gênero. Minha filha adoeceu e meu marido operou o que me levou algumas vezes a esses locais cheios de armadilhas para repor o estoque medicinal de casa.

Vocês já repararam como esses lugares são feitos para você gastar?

Primeiro tem kits com miniaturas e produtos de tamanho natural de todas as marcas e finalidades e muitas vezes o valor desses kits compensam, mas caímos na armadilhas de ter vários produtos para a mesma finalidade (um adendo especial aqui : se você gosta de ter vários produtos e usar: ok, a observação aqui é ter produtos, consumir sem precisar e perder alguns produtos para o prazo de validade, lembre se que são observações realizadas a partir de um desafio e não estou aqui para julgar o estilo de vida de ninguém).

E os esmaltes, muitos dos esmaltes que eu comprei na vida foram em farmácias, muitas vezes ficam perto do caixa e  ao se dirigir para pagar não resistimos e levamos mais um vidrinho para casa.

E eu tive muitos esmaltes, confesso sem culpa na consciência! Muitos tons de vermelho, sendo que eu sempre recorria praticamente aos mesmos vidrinhos e como esmaltes são baratos em sua maioria, também confesso que muitas vezes eu usei a compra desse artigo como válvula de escape para algum problema e saciar a vontade de comprar ( feio eu sei, são águas passadas).

Foi difícil me ater ao desafio nesse dia, eu estava cansada, querendo um cuidado pra mim e quis sim muito comprar uma nova cor de esmalte pra mim, analisei qual era o real motivo da compra e vi que a cor era uma muito próxima a que eu já tinha e não comprei. Não me senti bem em não comprar, pois eu queria muito, mas sei se eu tivesse comprado o sentimento seria muito pior. percebi  que vivemos praticamente condicionados a comprar. Shoppings, parques, cinemas, todos os lugares são estrategicamente pensados em fazer a gente gastar.

Então não eu não comprei, sim queria ter comprado, saí frustrada por não comprar e querer comprar. Ainda preciso de muito exercício para comprar apenas quando eu realmente sentir necessidade de algo e não suprir um carência momentânea.

Nenhum comentário: