sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

O que fazer com tanto tempo livre

Estou em busca por uma vida mais simples e depois de lançar para mim o desafio de 60 dias sem comprar e precisei remodelar alguns hábitos de casa e entre eles  os passeios que fazíamos.

Um dos passeios que ficou para escanteio foi o shopping, não que eu gastasse horrores ao passear num centro de compras, mas qual o objetivo de ficar andando num ambiente desses se não for para realizar compras e no meu caso poder cair em tentação com itens desnecessários ou me frustrar caso eu me interesse por algo e não levar?

Um tanto chato ficar ali andando e andando sem objetivo nenhum, então tive que focar em coisas novas para fazer com a família no fim de semana para que a resposta automática para o que vamos fazer hoje fosse shopping.

Muitas vezes a desculpa por procurar um shopping ao invés dos lugares ao ar livre eram sempre as mesmas, ambientes controlados (temperatura, espaço, luminosidade, infra  estrutura) comodidade de ter tudo no mesmo lugar, se caso precisasse de algo e faltasse, bastava comprar na lojinha mais próxima (olha o consumismo de novo aparecendo em vez de organizar melhor a bolsa e programar o passeio) e tantos outros que nem lembro agora.

Com esse novo pensamento descobri o SESC, tem infra estrutura e um espaço maravilhoso para as crianças brincarem, uma biblioteca para ler e retirar livros (mais uma forma de economia), a cafeteria possui um cardápio bem mais em conta para aquele cafezinho da tarde.




No SESC também tem várias intervenções artísticas voltadas para as crianças e as meninas gostam tanto que já reconhecem quando estamos chegando, brincam até cansar e toda a energia que não gastam em casa por falta de espaço, gastam lá. A Alice até aprendeu a falar SESC uma graça!




Vale muito o passeio.


Nenhum comentário: