domingo, 15 de maio de 2016

Crônicas da vida real: Mais um sábado à noite

Sabe aquele dia sonso, mas sonso, como um café requentado de boteco?

Sim eu poderia dizer que esse sábado estava igual a café requentado, sonso, sem graça e sem sabor adequado e nada me agradava e muita coisa dando errado ao mesmo tempo.Me vi naquele momento me forçando a ficar alegre, fingindo empolgação que estava bem longe de ser real.

E porque eu precisava ser na aparência facial completamente ao contrário daquilo que estava no meu íntimo?

Desde quando me incubei na ditadura dos ser feliz a todo momento?  Culpa das redes sociais onde o gramado é tão verdinho sempre?  Porque tinha ser feliz ou triste no limite?

Passei muito tempo daquele dia pensando, com aquela cara de estou com fome e ninguém me oferece nada sem saber muito bem ao certo em como mudar aquela cara de azeda e em como mudar o sábado sonso, a unica coisa que eu tinha certeza é que  eu não iria estampar um sorriso que eu não tinha a mínima vontade de esboçar.

O que havia mudado entre querer ser feliz, ser feliz e apenas viver calmamente a vida, fazendo boas noticias, aceitando as tristezas e apenas ficando quieta e calma quando assim desejasse... porque já viu uma pessoa quieta... as pessoas cutucam, provocam, mexem... não deixam quietas com o pensamento, ou porque não observando as nuvens passar.

Aceitei o morno, o sonso, aceitei o choro, lavei o rosto e não sorri, Fui para a cozinha fazer um café fresco, porque pelo menos o café podia ser muito bom!

*Crônicas de uma vida real são pequenos textos escritos através da observação, podem ser histórias reais ou não...

Nenhum comentário: