quarta-feira, 4 de novembro de 2015

E a caçula fez aniversário.

Doze meses de Melissa.


Nem acredito que a minha caçula completou um ano de idade, Melissa veio ao mundo para me ensinar como o amor de mãe é algo louco, são duas filhas e uma única mãe, sou mãe de duas mas sou mãe unicamente da Alice e da Melissa pois ambas são diferentes e merecem uma mãe para cada necessidade diferente que cada uma têm. Deu para entender?



Não né, pois é assim algo complicado mesmo, algo que eu como filha mais velha com dois irmãos mais novos não conseguia entender, só compreendi depois que virei mãe de duas crianças. Elas são diferentes em qsuas características psicológicas e fisiológicas, necessitam portanto de cuidados e atenções diferentes, não tem como ser igual para cada filha e não tem como ser diferente.

Melissa tem suas próprias características e tem uma irmã mais velha em que espelhar as suas travessuras e compartilhar momentos.  Quando a Melissa nasceu, ela trouxe novos olhares para essa mãe que vos escreve, com vontade de mudar as coisas que não achava legal e não tinha coragem para fazer (não é fácil mudar antigos padrões de vida).

Quando a minha caçula nasceu, eu não era mais mãe de primeira viagem, mas era a primeira vez que eu estava me tornando a mãe dela e mãe de duas.





Não serei nunca apenas mãe de uma, não tem como falar da minha maternidade da Alice sem mencionar a minha maternidade da Melissa, não tem como festejar os aniversários das minhas filhas sem comemorar também o dia em que me tornei mãe e de duas meninas.

Agora que expressão alguns dos meus sentimentos em relação a minha maternidade, deixa eu falar como está o desenvolvimento da minha pequena:

_Já anda sozinha e pede para ir para o chão quando estamos em locais públicos para andar;

_ Procura pela irmã para brincar com ela ou próxima dela;

_Come de tudo e o tempo todo, o que me preocupa e faz controlar com mais pulso a alimentação pois se deixar come sempre que vê alguém comendo;

_ainda não passou da fase de explorar o mundo oralmente, põe tudo na boca;

_sobe na cadeira infantil para subir na mesa, sobe em cima do tico e dança, traduzindo sobe em tudo o que alcançar;

_Quando não consegue descer sozinha chora;

_Chora quando não consegue imitar algo que nos fazemos, principalmente se for algo que viu sua irmã fazer;

_Adora música e dança quando ouve;

_Não fala ainda, mas sabe expressar suas votantes e aponta para aquilo que deseja, entende o que falamos e demonstra isso realizando pequenas coisas que pedimos.




PS. O.post saiu atrasado por motivos de bebê doente, papai operado e uma mae ficando doidinha, foi uma correria e ela já está melhor e ficamos um caco!


Nenhum comentário: