quinta-feira, 16 de abril de 2020

A  Receita Federal prorrogou o prazo para a entrega da declaração de 2020, Eu faço as declarações já a alguns anos, caso você ainda não fez a sua , entre em contato comigo, você pode enviar os documentos on line, via whatsapp , e-mail ou até  pelo messenger. 

Apesar de prorrogada a data de entrega de declaração do Imposto de Renda 2020, o calendário de pagamento das restituições do IRPF foi mantido. Em 2019, foram sete lotes mensais, até dezembro. Neste ano, serão apenas cinco, a partir de maio. Como nos anos anteriores, o pagamento das restituições seguirá a ordem de chegada das declarações.
Ainda está com dúvidas? Procure o auxílio de um empresário contábil e evite que a sua declaração caia na malha fina.

Se puder, entregue no prazo , a  prorrogação foi pensada para ajudar aqueles que estão com dificuldades para reunir a papelada necessária ou tiveram algum imprevisto. Com a crise, muitos brasileiros estão trabalhando de casa, o famoso “home office”, e em alguns casos, com a restrição de locomoção, não têm acesso ao informe de rendimento, por exemplo, porque deixaram o documento no escritório.


Precisando de um profissional Habilitado, entre em contato, faço desde pessoa física como MEIs também, regularize a situação para estar  apto aos benefícios do governo



segunda-feira, 2 de março de 2020

Resumo dos últimos tempos

Parece - me muito estranho manter um blog ativo, onde tantas pessoas podem ler o que já passei e o que já quis para mim, mas desativar esse canto que me foi um passatempo por tanto tempo me pareceu tão injusto.

Já fui muito feliz escrevendo aqui, planejava o que escrever com carinho, mesmo que fosse para poucos leitores, depois que o Google desativou o G+ , os leitores diminuíram mais ainda e aí sim a minha vontade de partilhar algo despencou, pensei em escrever um novo blog só voltado para itens profissionais, mas esse nunca foi o meu objetivo, eu sempre gostei do lado leve que o blog me proporcionava.


Falta apenas 2 meses para terminar a faculdade de pedagogia e esse tcc (não produzido ainda) me consome todos os dias a minha mente e a minha paciência, tenho que fazer mas empaquei de uma certa forma que não sei mais como prosseguir, li um termo que adorei, pois pela primeira vez traduziu um pouco do que estou sentindo no momento : Ressaca Educacional , no momento tudo que envolve educação, faculdade e qualquer coisa assim parece me causar urticarias .

Também faltam 2 meses para acabar meu curso de Frances, não foi ruim mas no ultimo ano abandonei ele de uma certa forma que se houvesse reprovação nesse ultimo estagio do curso, com certeza eu seria reprovada, foram 3 aulas já este mês que passou e eu só fui em 1 até agora.

Também nesse semestre eu termino a faculdade de contabilidade, isso indica que em um pouco mais de um mês, estarei trabalhando em mais um TCC além dos relatórios de atividades complementares  e relatórios de estágios ( Na faculdade de pedagogia também tenho que fazer todos os relatórios de estágios e de atividades complementares).

Se estou me sentindo na Beira do Caos? Sim , estou me sentindo cansada, frustrada e confusa por não conseguir terminar algo tão simples assim. Essa semana chega a escrivaninha que compramos, quem sabe tendo novamente um lugar fixo para sentar e estudar melhore meu desempenho.

Acabei de retornar de férias do trabalho, mas a ressaca e o estresse está tão grande que a sensação de tranquilidade já passou. Mas fizemos uma viagem em família maravilhosa, fomos para foz do
Iguaçu e quero escrever sobre isso.

Fiz Muay Thai, mas peguei uma infecção respiratória ( que inicialmente a médica insistia em ser apenas sinusite) e fui obrigada a parar para cuidar da saúde, isso e o estresse das faculdades em fizeram adiar o retorno para 2020, porém a vida está tão complicada neste incio de ano que talvez eu só consiga retornar depois do 2º semestre, infelizmente, pois adorei.

Tenho muito que cuidar da saúde este ano, que está bem negligenciada, a sensação de só sobreviver é grande, mas deve ser com a maioria das pessoas.

Bom vou ficar pro aqui, quem sabe consigo escrever mais vezes nesse ano e finalmente resgatar das cinzar esse blog!


segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Iniciando os Estudos Independentes Em Contabilidade

O título pode parecer estranho , mas para muitos que trabalham com contabilidade  e desejam ter um conhecimento mais profundo sobre o assunto , é  muito comum se sentir perdido no meio de tantas informações que circulam pela internet. Como iniciar os estudos em Contabilidade quando já se trabalha em algum setor co-relacionado com a profissão?

Ter a sua própria biblioteca pessoal pode ser muito vantajoso, apesar da internet prover muita informação, nem sempre ela pode ser considerado um bom conteúdo, afinal quem nunca encontrou informações que se contradiziam ao tentar achar uma explicação sobre uma lei para uma nova obrigação que entraria em breve em rigor? Além dos livros proporcionarem um índice e uma graduação da dificuldade daquilo que almeja aprender, eles tem um norte da evolução do conteúdo lhe dando uma base naquilo que almeja aprofundar .

Algumas contas no Instagram voltados para o setor contábil e jurídico também pode ser úteis para apresentar conteúdos nos quais não temos muito contato e assim trazer um norte para mais assuntos a serem pesquisados. Afinal a falta de vivencia em determinados setores nos trazem essa defasagem de conhecimento e até um desnorteamento em relação o que pesquisar primeiro, ter em mente um "plano de autodidata" e montar a sua própria universidade pessoal não é fácil, mas se torna  gratificante conforme o aprofundamento  se mostra útil em novas  situações que sempre ocorrem na vida de quem trabalha envolvido com contabilidade

Não sabe nem por onde começar? As perguntas abaixo servem como um levantamento prévio:

- Que informação é potencialmente importante no momento no qual se encontra hoje ? ( Trabalha em qual setor? Deseja mudar de setor e precisa adquirir um conhecimento base para isso?  Qual dos temas chama mais a sua atenção? Qual dos  temas ao fazer uma leitura prévia, sente mais dificuldade para capturar a essência do texto?

Uma boa nessa lista é começar listando brevemente seu conhecimento ou suas funções atuais no serviço, em seguida o cargo que almeja e as necessidades que esse cargo exige, nessa caso, vale  pesquisar em redes de busca de currículos, normalmente  possui uma lista das atribuições desejadas e  assim pode-se  criar uma meta de conhecimento a ser alcançada.

Criar um cronograma de estudos  não significa todos os dias ler e estudar sobre o assunto, manter leituras oficiais diárias é importante, mas dependendo do cargo que ocupa é necessário ter pausar para descansar a mente, em determinadas épocas sempre torna mais puxado os estudos/trabalhar e já adquirir o hábito de ler já é um bom começo. O importante é começar, 20 minutos de atualização pessoal já trazem grandes resultados.


Depois desse breve levantamento  já é possível ter um norte para as pesquisas da área e iniciar a sua universidade pessoal.

Nos próximos posts, irei aprofundar mais sobre o tema em como se tornar auto didata na área contábil.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

HO’OPONOPONO - Oração Orignal

Uma nova série de postagens para um novo ano que se inicia e com ele novos projetos !

Divino Criador, Pai, Mãe, Filho, todos em Um.
Se eu, minha família, meus parentes e antepassados, ofendemos sua família, parentes e antepassados, em pensamentos, fatos ou ações, desde o início de nossa criação até o presente, nós pedimos o seu perdão.
Deixe que isso  limpe, purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas.
Transmute essas energias indesejáveis em pura luz e assim é.
Para limpar o meu subconsciente de toda carga emocional armazenada nele, digo uma e outra vez, durante o meu dia, as palavras chave do HO’OPONOPONO:
Eu sinto muito
Me perdoe
Eu te amo
Sou grato
Declaro-me em paz com todas as pessoas da Terra e com quem tenho dívidas pendentes.
Por esse instante e em seu tempo, por tudo o que não me agrada em minha vida presente:
Eu sinto muito
Me perdoe
Eu te amo
Sou grato
Eu libero todos aqueles de quem eu acredito estar recebendo danos e maus tratos, porque simplesmente me devolvem o que fiz a eles antes, em alguma vida passada:
Eu sinto muito
Me perdoe
Eu te amo
Sou grato
Ainda que  me seja difícil perdoar alguém, sou eu que pede perdão a esse alguém agora. Por esse instante, em todo o tempo, por tudo o que não me agrada em minha vida presente:
Eu sinto muito
Me perdoe
Eu te amo
Sou grato
Por esse espaço sagrado que habito dia a dia e com o qual não me sinto confortável:
Eu sinto muito
Me perdoe
Eu te amo
Sou grato
Pelas difíceis relações às quais só guardo lembranças ruins:
Eu sinto muito
Me perdoe
Eu te amo
Sou grato
Por tudo o que não me agrada na minha vida presente, na minha vida passada, no meu trabalho e o que está ao meu redor, Divindade, limpa em mim o que está contribuindo para minha escassez:
Sinto muito
Me perdoe
Eu te amo
Sou grato
Se meu corpo físico experimenta ansiedade, preocupação, culpa, medo, tristeza, dor, pronuncio e penso: “Minhas memórias, eu te amo”.
Estou agradecido pela oportunidade de libertar vocês e a mim.
Sinto muito
Me perdoe
Eu te amo
Sou grato
Neste momento, afirmo que te amo.
Penso na minha saúde emocional e na de todos os meus seres amados. Te amo.
Para minhas necessidades e para aprender a esperar sem ansiedade, sem medo, reconheço as minhas memórias aqui neste momento:
Sinto muito, eu te amo.
Minha contribuição para a cura da Terra:
Amada Mãe Terra, que é quem Eu Sou: Se eu, a minha família, os meus parentes e antepassados te maltratamos com pensamentos, palavras, fatos e ações, desde o início da nossa criação até o presente, eu peço o teu perdão.
Deixa que isso se limpe e purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas.
Transmute essas energias indesejáveis em pura luz e assim é.
Para concluir, digo que esta oração é minha porta, minha contribuição à tua saúde emocional, que é a mesma que a minha.
Então esteja bem e, na medida em que vai se curando, eu te digo que:
Eu sinto muito pelas memórias de dor que compartilho com você.
Te peço perdão por unir meu caminho ao seu para a cura, te agradeço por estar aqui em mim.
Eu te amo e me amo justamente por ser quem você é.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Iniciando o Projeto do tcc

Estou caminhando para o fim do curso de Pedagogia para Bacharel e pretendo no mês de outubro entregar meu Meu projeto para já iniciar o aprofundamento das leituras e assim em breve iniciar o TCC em sim.
Cada faculdade tem um padrão a ser seguido, muitas vezes dentro da aula de Normas  técnicas, é passado o manual no qual a faculdade demonstra quais os padrões que ela deseja que seja seguindo. Abaixo eu coloquei uma breve explicação do corpo do projeto (lembrando que ainda possui capa, contra capa e afins)

Projeto tcc - Pedagogia.

1. INTRODUÇÃO – TEMA E PROBLEMATIZAÇÃO

Introdução é a apresentação do assunto abordado, juntamente com o seu mérito. É uma seção que visa chamar a atenção do leitor, na qual se tenta justificar e fundamentar o projeto. É apropriado concluir a introdução com a formulação do problema, sob a forma de pergunta. Problematização é a questão-problema que o investigador procura responder, por meio da pesquisa

2. JUSTIFICATIVA

A justificativa é o momento de construir a fundamentação elementar do trabalho. Nela encontra-se a pergunta por que fazer o trabalho, no sentido de mostrar os elementos antecedentes do problema e a relevância do assunto. Nela deve ter o argumento sobre a importância prático teórica, com as possíveis contribuições esperadas.

3. OBJETIVOS ..

Nesse item deve constar a indicação do objetivo da pesquisa e quais os resultados que se pretende alcançar.
Os objetivos são redigidos com verbos no infinitivo, p.ex.: caracterizar, identificar, compreender, analisar, verificar

3.1 GERAL .
Procura estabelecer uma visão abrangente e global do tema, no sentido do que se pretende alcançar

3.2 ESPECÍFICOS

Esse sub-item tem função instrumental, pois tratam dos aspectos concretos que serão abordados na
pesquisa e que ajudarão atingir o objetivo geral. Os objetivos específicos orientarão o pesquisador na tarefa de
recolher e organizar os dados e as informações.

4. METODOLOGIA DA PESQUISA.

Metodologia mostra o caminho a ser percorrido em uma investigação, ou seja, como se responderá
aos problemas estabelecidos. Deve estar de acordo com os objetivos específicos, abrangendo a definição de
como será feito o trabalho. A metodologia deve apresentar: o tipo de pesquisa; universo e amostra
(se a pesquisa tiver dado empírico); instrumentos de coletas de dados; método de análise

5. CRONOGRAMA
O cronograma é a representação gráfica do tempo que será utilizado para a confecção de um trabalho ou projeto. As atividades a serem cumpridas devem constar no cronograma. Serve para ajudar no controle do andamento do trabalho. (podem constar mais atividades) P. ex. Atividades Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Pesquisa do tema Pesquisa bibliográfica Coleta de Dados (se for o caso) Apresentação e discussão dos dados Elaboração do trabalho Entrega do trabalho

(Tamanho 12 arial ou 12 times new roman para a parte principal dos textos)

REFERÊNCIAS

Nessa parte é relacionado todo o material consultado para a elaboração do trabalho, que seja citado nele (livro, sítio, revista, jornal, vídeo etc.). Deve ser elaborado de acordo com as normas da Faculdade

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Livro: o Ano que eu disse Sim!


Antes de começar a escrever sobre o livro, preciso dizer que chorei.... Ah se chorei lendo essas páginas que mais pareciam meu diário pessoal.

"Não tive escolha. Não quis escolha. Depois que vi a infelicidade, senti a infelicidade, reconheci e a nomeei... bem, simplesmente saber dela me causa comichões. Como uma comichão dentro do cérebro. Continuar recusando as coisas não me levaria a lugar algum"

O início do livro coincidiu exatamente pós uma semana que eu disse sim para um evento, não havia dito sim por mim, havia dito sim pelas minhas filhas, e mesmo assim tinha sido tão bom que eu não sabia como lidar com a volta do meu ser ao normal.

O Livro começa com ela indo a uma festa na qual ela mesma descreve que se tivessem perguntado pra ela se ela queria ir ela teria dito não e após esse evento ela percebe que era infeliz, como ela descreveu a frase acima, é um caminho sem volta, após constatar algo desse nível na sua vida, fica difícil voltar atrás e fingir que não sabe, uma verdadeira caixa de pandora.

Eu digo não na maioria das vezes, horas pelo financeiro (que cá entre nós, as coisas no nosso país não favorecem dizer sim para muitas loucuras, tudo tem que ser previamente contabilizado , e outras vezes digo não pelo cansaço extremo, seja anterior ao evento ( já falei que vivo com sono e cansada por aqui) ou posterior - fico prevendo que estarei morta  por uma semana por causa de um dia de festejo.

E a parte mais engraçada dessa história toda é que apesar de dizer não para a maioria das coisas, sou impulsiva quando não estou raciocinando o que me leva, por exemplo, a fazer duas faculdades ao mesmo tempo!

Mas vamos lá, ele não é um livro de auto ajuda, ele não é um livro que vai te falar que você precisa dizer sim para o amor, para a vida e todos os blas blas que sempre tem por aí.

“Sonhos não se realizam apenas porque você os sonha. É o trabalho árduo que faz as coisas acontecerem. É o trabalho árduo que cria a mudança




Não digo que depois desse livro eu direi sim a tudo por um ano como ela fez, porém me fez pensar muito na minha vida. E com certeza antes de dizer não estarei pensando muito mais no porque do não  e quem sabe ele não vire um sim!

Os relatos do livro são conversas sinceras, sabe daquela amiga que senta com você no sofá e  te conta que decidiu cortar o cabelo ,mas conta tudo o que está por trás disso, as experiencias de infância  os  traumas dos cortes errados e tudo mais, é assim que ela descreve o livro, merecia virar filme para atingir mais pessoas porque o livro demonstra  o quanto a timidez e fato de dizer muitos nãos por causa disso levaram a uma carreira de sucesso porém a uma vida mais solitária e depois de ela analisar muito, mais infeliz do que ela tinha noção, ela diz muitos “sins” para o mundo, mas na verdade ela está dizendo “sins” para a vida dela estar em movimento.

Título: O ano em que disse sim - Como Dançar, Ficar ao Sol e Ser Sua Própria Pessoa / Autora: Shonda Rhimes
Ano: 2016 / Páginas: 254 

SinopseVocê nunca diz sim para nada. Foram essas seis palavras, ditas pela irmã de Shonda durante uma ceia de Ação de Graças, que levaram a autora a repensar a maneira como estava levando sua vida. Apesar da timidez e introversão, Shonda decidiu encarar o desafio de passar um ano dizendo “sim” para as oportunidades que surgiam. Os “sins” iam desde cuidar melhor de sua saúde até aceitar convites para participar de talk shows e discursos em público. Além disso, Shonda deu um difícil passo: dizer sim ao amor próprio e ao seu empoderamento.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Mil escritas aleatórias ( momento reflexivo)


Abri o rascunho do meu e-mail, cheguei decidida que toda sexta o blog teria postagem, nem que fosse textos aleatórios, até a organização fluir, pegar ritmo essas coisas.

Guardo todas as escritas inacabadas no rascunho do e-mail, assim se eu quiser continuar, posso fazer em qualquer lugar e me deparo com mais ou menos 19 textos inacabados.

Eu deveria publicar esses textos? Eu não faço o blog para fins lucrativos, apenas escrevo porque isso me faz bem e mais nada além disso. Muitos deles não servem mais para serem publicados, pois rementem a um momento no qual eu não estou mais vivendo, outros foram tão pessoais que ainda bem que eu não os publiquei.

Enquanto escrevo isso, estou tão relaxada, tão plena que por um minuto não me reconheço, estou feliz ( isso eu reconheço), meses se passaram num turbilhão de emoções, não digo que foi a última grande crise, não acredito mais nisso, também não foi a mais rápida, não consigo medir isso , todas que eu tive até agora foram tão intensas e me transforam de uma maneira que eu não sei muito bem o que aconteceu no mundo lá fora enquanto eu cuidava de dentro.

Eu descobri nesse processo que eu vivi um luto, meu ego estava de luto, pois uma parte dele morreu com a mudança de trabalho e de vida que estava dentro de um formato e se modificou todo. 

Eu não descobri meu o meu propósito pessoal de vida, mas hoje posso escrever que não isso não é tão importante assim como eu achava (claro que ele tem sim importância) , porem meu papel nessa vida vai muito além de ter um “título de proposito” definido, não saber, não me causa mais tanta confusão como estava até pouco tempo atrás.

Tenho sim muitos objetivos e aos poucos vou desenhando o que eu desejo e quem sabe muito em breve eu saberei qual o percurso que quero fazer nessa jornada da vida.

Sinto falta de estudar e de me dedicar a assuntos que realmente despertam meu interesse ( por exemplo amo idiomas, adoraria aprofundar mais o meu curso de inglês, porém agora não posso assumir mais nada), afinal eu tenho que me dedicar ao curso de francês e duas faculdades, não posso simplesmente diversificar mais  o que estudo, seria insanidade e não aproveitaria o meu verdadeiro potencial. Além da família, do bem-estar e infância das minhas filhas, meu trabalho e tudo que envolve viver em sociedade.

Eu preciso aprender a me concentrar e isso é a minha maior dificuldade, porque eu tenho a tendência de assumir muita coisa diferente de uma única vez e isso acaba me prejudicando porque não consigo me dedicar e acabo frustrada com os resultados.

Agora estou num novo ciclo de vida e irei aproveitar essa nova fase para investir no meu crescimento pessoal.
Ps1. Enquanto esse texto era construído, parei um minuto para pesquisar se haviam cursos de inglês para o meu horário de almoço. (Fechei correndo o site para não cair nessa tentação)

Ps2 . Dois projetos em standby são estudar psicanálise e psicopedagogia. 

Ps3. Essa semana estou me dedicando as metas de 2018 e o blog está retornando a ativa, pelo menos todas as sextas.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

TUDO BEM SER DIFERENTE

Acho que das coisas que mais me tocam e costumam me incomodar é o fato de em vários lugares que eu costumo frequentar, na maioria das vezes, eu sou a "diferente"

Isso vai desde as roupas que eu uso, a forma que me porto no local, a falta de paciência para a falta de educação alheia e a falta de vontade para enfeites (em reuniões - gosto de coisas direto ao ponto), meus gosto o fato de eu ser nerd, gostar de tentar ajudar o meio ambiente carregando meu lixo, meu copo, meu guardanapo e agora meu canudo.

Muitas vezes me sinto deslocada nesses ambientes, escola, trabalho, escola das filhas. Olha que bizarro você no meio do shopping sacar um potinho de algo que você mesmo fez para comer ? Pois é essa sou eu.

Que entoa mantras quando está nervosa, cheira óleos essenciais quando precisa de energia, carrega seu japa mala para onde vai. Não tenho paciência para fofocas e nem para ficar falando mal do povo por aí . 

Tenho as minhas tatuagens,  não gosto de calça, vivo maquiada e sou do lado mais sóbrio, minimalista e social normalmente....Sim não me encaixo em muitos padrões, principalmente morando numa cidade litorânea e também não sou "bicho hippie"  então acabo não pertencendo a comunidade nenhuma... difícil né ? Confesso que muito!

As vezes a vida bagunça muito por causa disso, me perco nos meus trilhos e acabo nos  trilhos alheios, por talvez tentando me encaixar mais e ai, me bagunço toda e me força a voltar para  a minha "diferença" .

Participo de cursos de cosméticos naturais porém lá estou eu em casa assistindo vídeo de maquiagem de pele perfeita , sim sou todas essas misturas

E o que há de mal nisso?

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Livro - O que eu sei de verdade

Após acabar a leitura do livro : "O conto da Aia", fiquei pensando o que eu iria ler no lugar. Precisava ser algo de fácil leitura e ao mesmo tempo envolvente porque tinha que ser aquela leitura que eu ficasse "necessitando" ler e saber o que acontece

Já antecipo um fator muito negativo no livro, é pouco, tinha que ser muito mais, a leitura é tão gostosa que passei da metade muito fácil e passei a economizar as palavras para saborear cada lição que o livro me passava

Horas suave, horas muito tapa na cara. O livro é uma lição de auto estima de forma gradual.

Se eu fosse uma pessoa mais calma, teria lido apenas uma cronica por dia, mas isso não faz parte ainda da minha característica. 

Anotei várias passagens do livro e cheguei a refletir sobre várias,Confesso que quando peguei o livro pra ler, pensei que era uma autobiografia, depois das primeiras páginas senti uma ponta de auto ajuda, mas seria muito impreciso colocar o livro numa, ou outra classificação porque ele é um misto muito suave dos dois.

"O que eu sei de verdade é que tudo acontece por um motivo [...]" Não tem como não refletir sobre isso, ainda mais no momento da vida no qual me encontro, fico pensando que estou justamente lendo esse livro nesse momento da vida por uma razão muito grande, a de "me Despertar"

O que eu sei de verdade é que você não quer viver assim - fechado para os próprios sentimentos e para o mundo à sua volta. Quero que todos os dias sejam uma nova chance de expandir as possibilidades. De experimentar a alegria em todos os níveis 

Há muitos trechos lindo no livro, que invocam amor, gratidão , preserve rança. É um livro belíssimo que toda adolescente deveria ler para compreender a capacidade de si própria .

Confesso que pensei, ah mas é muito fácil, afinal o dinheiro faz diferença. Faz sim, claro, dinheiro conquistado por ela, com certeza ela tem o Dom com as pessoas se não ela não alcançaria méritos tao grandes assim, é aquele preconceito que temos que a vida de uma pessoa rica é perfeito, que só é feliz quem é rico, são conceitos que a televisão e as novelas e filmes medonhos colocam na nossa cabeça, inclusive de uma mulher ser forte, bem sucedida!


Queria escrever muito mais, porém daria mais trechos sobre o livro e não quero estragar a leitura. 

O que eu sei de verdade? É que eu inclui essa mulher na minha lista ( bem curta por sinal) de pessoas que eu gostaria de tomar uma xícara de chá e passar algumas horas proseando.

Que por causa do livro me lembrei que não importa quem você seja, sempre dá para achar motivos para agradecer e eu voltei a agradecer, e passei fazer isso antecipadamente, passei agradecer por ter meu trabalho, antes mesmo de entrar na sala, passei a agradecer pela refeição, na hora do preparo, o livro é um incentivo para buscar dentro do seu dia, pilulas de motivação, agradecimento e amor.


Título: O que eu sei de verdade
Original: What I Know for Sure
Autora: Oprah Winfrey
Editora: Sextante
Páginas: 144
Sinopse: “O que eu sei de verdade é: sua jornada começa com a decisão de se levantar, sair e viver plenamente.” – Oprah Winfrey
Entre os talentos de Oprah Winfrey está sua capacidade de compreender a natureza humana como poucos e, ao mesmo tempo, colocar essa sabedoria em palavras. Desde que foi questionada sobre as coisas de que tinha certeza na vida, ela passou a registrar suas reflexões sobre relacionamentos amorosos, família, autoestima, medos, fracassos e superação. Em textos curtos, Oprah oferece mensagens profundas que vão ajudar você a fazer as pazes com seu corpo, a construir relacionamentos mais harmoniosos, a mudar sua maneira de encarar os problemas e a extrair da vida o máximo que ela tem a oferecer.

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Mudanças na vida - Nova graduação


Se eu contar algo aqui, acho que ninguém vai acreditar, mudei de faculdade, mas não foi unicamente isso. Foi muito além disso.
Eu estou fazendo uma nova faculdade, semipresencial, um curso completamente diferente da minha área atual, porém uma continuidade de um curso técnico que eu já havia feito anteriormente e ainda estou fazendo a minha faculdade de contabilidade Ead. Por motivos técnicos de : Eu ainda preciso permanecer na minha profissão por motivos financeiros, porém agora eu estou rumo ao que está me trazendo uma satisfação interior muito grande.

O Blog irá movimentar-se bastante por esse período, estou com planos para ele e para a minha carreira e aos poucos irei detalhar aqui esse novo percurso. Provavelmente semana que vem falarei melhor sobre o curso, a instituição da minha escolha e tudo mais que tem acontecido.

A verdade é que eu andava completamente desanimada com a minha profissão, quase largando a faculdade de lado porque eu passava o dia todo mexendo com isso e não aguentava nas minhas poucas horas livres ver mais sobre esse assunto, com isso eu não estava mais quase fazendo lição, apenas cumpria o que precisava para não ficar com pendencia em alguma matéria.

Achava que a desmotivação era o local de trabalho, depois achei que era com a faculdade e enfim cheguei à conclusão que era com o curso, não tinha mais motivação porque não havia identificação naquilo que eu estava fazendo, claro que além do lado financeiro que é fundamental para qualquer ser Humano para continuar trabalhando, eu precisava de um pouco mais, precisava sentir o propósito de vida e me sentia frustrada, muito mesmo de não sentir que nasci para isso.

Posso me arrepender com essa troca, claro, posso passar seis meses em sala de aula e achar que foi a pior troca que fiz na minha vida. Porém o grande diferencial de tudo isso sabe qual é? A esperança de ir atrás de algo que eu me identifico. 

O que eu não podia fazer era continuar nesse desanimo e não fazer nada por mim, agora são duas jornadas paralelas bem diferentes que trarei por aqui. Eu não conseguia me ver muito além de uma sala compartilhada com outras pessoas, apesar de viver dizendo que adoraria seguir rumo a ter meus próprios clientes, eu não me via sendo dona de um escritório grande ou algo assim, porém por incrível que pareça, eu me vejo de cabelos coloridos, jaleco e contando história para ensinar algo novo.

Até mais!