Mostrando postagens com marcador desapego. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador desapego. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Novo Corte de Cabelo

 E quem cortou o cabelo curto e mudou a tonalidade do cabelo... Pois é eu! Eu já tinha cortado em casa eu mesma o meu cabelo num log bob, no meio da semana, eu até tinha procurado alguns salões e sempre eles estavam muito cheios e eu não conseguia hora sem marcar e depois eu perdia a coragem e desistia de cortar, aí quando a vontade bateu de novo passei a tesoura em casa mesmo. 
Fiquei um mês com esse corte mas ainda queria mais curto, porém não tinha coragem de cortar mais curto sozinha sem errar demais, aí fui no salão bem perto do trabalho num dia de messy hair e cortei mais curto ainda. Estava muito afim de mudar, se vou ter cabelão de novo eu sinceramente não sei, a tesoura tem sido muito convidativa para uma pessoa que está se propondo a mexer muito na vida, o cabelo meio que representa isso também. A cor foi um teste, estou ainda nos tons vermelhos, porem comprei um pouco mais claro apenas.  Aproveitando que o cabelo de tintura castanha saiu completamente no corte, quis deixar um pouco mais claro também e se eu não me acostumar, basta na próxima vez usar a cor mais escura de novo, pois vermelho desbota que é uma maravilha.  Eu acho que se eu tivesse um tico a mais de coragem, cortava mais curto ainda! Porém tenho u certo receio de me arrepender e passar pelo período turbulento que é o crescimento do cabelo, pelo menos sei que de um Chanel até um pouco abaixo dos ombros levam mais ou menos doze meses. 


O que me ajuda a não fazer grandes loucuras capilares é que tenho só uma hora de almoço, que não permite fazer grandes transformações, no fim de semana estou sempre tão ocupada que eu esqueço por exemplo de buscar um novo salão para marcar hora e até esperar para um próximo fim de semana para fazer ou perco a coragem ou já não tenho mais vontade de mudar.


 E nem vem fazer depois do trabalho, ainda tem tanta coisa para fazer de noite que passar mais algumas horas sentada no salão parece castigo (é eu não sou uma pessoa que é chegada em salão mesmo, o ultimo que fui faz um pouco mais de um ano e meio quando cortei o cabelo que estava na cintura até a altura dos ombros)



E Esse foi o resultado de agora do cabelo, estou simplesmente apaixonada por ele, e quer saber, está me dando vontade de na próxima vez deixar mais curto ainda!

domingo, 27 de março de 2016

Sem comprar

Olá pessoal tudo bom?

Hoje falarei um pouco mais dessa difícil experiência de ficar sem comprar e como ela pode mexer com a auto estima.

Não demorou muito para ter a semana que desejei quebrar o desafio, tinha uma festa para ir e não estava me sentindo bem com a minha aparência (o caos foi desde desejar um guarda roupa completamente renovado quanto a cortar o cabelo bem curto) e pensei porque não comprar uma peça de roupa coringa para me ajudar melhor a compor meu guarda roupa?

Saí as compras, busquei em diversas lojas e nada me agradou, fora a sensação de eu estar traindo meu objetivo. Achei tudo muito caro e não estava em busca de nada rebuscado, então passei a pensar do porquê comprar se as peças que eu estava gostando eram muito parecidas com as que já estavam no meu guarda roupa?

Fora que a "moda" atual é inverno e gente eu sinto muito calor, muito mesmo, faço muitas coisas a pé e portanto ando muito, para quê eu iria comprar uma blusa que iria até meu cotovelo se em poucos minutos eu estaria derretendo, toda suada e provavelmente eu tiraria para colocar uma regata (a mesma de sempre diga_se de passagem) e teria mais uma blusa de manga 7/8 no meu guarda roupa.

Se eu não tivesse proposto esse desafio para mim eu teria comprado, estaria satisfeita momentaneamente só que por um período curto de tempo.

Então o desafio serviu para auxiliar a não comprar compulsivamente, consegui naquele momento analisar o que realmente estava me levando as compras e não cedi.

Até o próximo diário do desafio!

quarta-feira, 16 de março de 2016

Vantagens de um armário reduzido

Oi todo mundo

Sim existe beleza e vantagem de possuir um armário reduzido, como já falei algumas vezes aqui, mas não custa repetir, eu não sigo entre todas as linhas o armário capsula, estou buscando cada vez mais uma vida mais simplificada e isso se aplica ao armário minimalista.

Eu já usava um número limitado de roupas, apenas elas não eram as únicas no armário. Passava muito tempo encarando todas aquelas peças e sempre as mesmas eram escolhidas,então coloquei em pratica a limpeza e deixei apenas as peças que eu uso em todas as estações.

Aqui expliquei um pouquinho mais como foi esse processo de destralhar o guarda roupa e porque decidi ficar com mais peças e não aplicar o armário capsula.

Quem não lembra do Closet Sonho de consumo da Carrie Bradshaw em Sex and the City?



Vamos as vantagens:

Não demorar tanto tempo para se arrumar e escolher o que vestir - olha eu até não demorava muito antes porque sempre usava as mesmas opções, porém não rola aquela indecisão de não usar aquela peça que está ali parada ou tentar achar algo de sempre para vestir.

Ter um guarda-roupa organizado : sério isso é vida para uma mãe que trabalha e tem mil coisas para fazer e ainda gosta de blogar, todo o tempo economizado é lucro nessas horas.

Economia doméstica : sei o que tenho, o que vestir e sei o que me cai bem, por isso diminuiu o número de armadilhas de comprar algo por estar em promoção ou achar bonita que não tem nada a ver com o meu estilo ou que eu não preciso.

Saber o que estou vestido : Como sei exatamente o que estou vestindo, minha auto confiança ficam lá em cima, eu não preciso ficar com receio de algo não estar combinando ou a peça não estar me favorecendo, eu sei a minha aparência e acredito nela .

E aí achou as vantagens interessantes? Meu marido chegou a perguntar se isso não seria apenas uma fase e se caso a próxima casa não tivesse um espaço para um closet se isso não mudaria. Eu penso que não. Ter uma vida mais simples e mais minimalista vira um estilo de vida, vamos nos modificando e nos adequando a novos jeitos de viver e as necessidades passam a ser outras, o que vocês acham, esse processo é reversível ? Rs eu espero que não pois a cada passo que dou me sinto muito mais feliz em possuir coisas e não dos objetos me possuírem e me escravizarem nas suas obrigações de mante-los. 

Até mais!



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Resumo do mês de Janeiro

E como assim o mês de Janeiro já acabou?

Sério como assim? Pra mim este mês voou e teve muitos dias produtivos e bons, mas muitos dias de preguiça também, dias em família e muitas coisas diferentes rolando em casa.

Estou Adorando escrever para o Blog e cada vez tenho me empenhado mais para escrever melhor, tenho vários posts escritos aqui e alguns desafios lançados para os próximos meses e isso só fez eu gostar ainda mais de Janeiro afinal é ver aquilo que se planeja criando formas e ganhando consistência.

Curso através do Webinar : Continuação do treinamento GTD

Em Dezembro do ano passado eu fiz o curso Level 1 GTD da empresa Call Daniel com a instrutora Thais Godinho do Vida Organizada e neste mês de Janeiro teve dois Webinar com a continuação de alguns temas do curso, posso dizer que foi uma verdadeira aventura fazer isso em casa com as meninas, era on line, porem ao vivo e tive que para várias vezes para atender algumas necessidades básicas das meninas, valeu a experiencia, mas vi que ainda elas são pequenas demais para que eu possa fazer algo assim sem interrupções, tem dias que elas ficam super bem brincando sozinhas e tem outros que elas grudam em mim e eu não consigo fazer nada sem elas por perto.


Diversão em casa:

Teve muito seriado e filme em casa, com direito a barzinho maroto caseiro e teorias da Conspiração graças a Helix, Arquivo X 




Aniversário do Irmão caçula :

Meu pequeno fez 14 anos de idade e me espantei, parei nos doze anos e ele está enorme, um verdadeiro adolescente e ainda vejo como aquele pequeno menino que eu levava para passear ( eu ainda levo viu, porém é maior que eu agora, sou a mais baixinha da família) Ele sempre será meu pequeno.



Aproveitando as férias com as meninas

Fevereiro começam as aulas e já bateu aquela ansiedade de como será esse período de transição, elas ficarão em escolas separadas e isso já dá aquele apertozinho no peito.

Teve muita brincadeira de tinta, passeios pela cidade e queria ter aproveitado mais, sempre fica essa sensação de querer mais não é mesmo

Quem não tem quintal, brinca no corredor mesmo!

Muita farra na casa da vovó!

Primeira pintura no rosto da Alice e ela Adorou!
Teve Muita arrumação pela casa também , joguei muita coisa fora, teve doação de roupas, uma casa mais arrumada e também móveis novos que só devem chegar mês que vem e vou aproveitar e pintar o apartamento .


Meninas sem chupetas

Pois é logo no primeiro dia deste mês começou essa novidade em casa, as meninas estão sem chupetas e em alguns momentos a mãe que vos escreve gostaria de pedir arrego e dar a chupeta de volta, mas o perrengue é muito mais meu do que delas, pois estão se saindo super bem.


Bom gente eu vou ficando por aqui, até mais!



sexta-feira, 30 de outubro de 2015

60 dias sem comprar #2

Não comprar por 60 dias pode parecer loucura e no fundo é sim e sabe porquê? Não comprar mexe com todas as nossas formas de escape, como lidamos com o dinheiro e como vemos a nossa posição na sociedade.

Me diz o que você faz no seu tempo livre? Vai ao mercado abastecer a casa? Vai ao shopping bater perna para passar o tempo? E quando a proposta é justamente ficar sem comprar e você passa a repensar todos os seus passeios e excluir aqueles que podem fazer cair em tentação à toa? Qual passeio que sobra?

Ficar sem comprar mexe nessas pequenas estruturas do dia a dia e não comprar é um aprendizado diário, desapegar desses conceitos e percepções deixa espaço para coisas diferentes aparecerem na nossa vida.

Visitar um museu, ler mais (quantos livros comprou e até agora não leu e se o tempo usado em comprar desnecessárias você usasse para ler, nem que fosse uma página por dia e aqui vale qualquer tipo de gênero literário, gibis, revistas, qualquer coisa que te faça sair da zona de conforto). Nós temos substituídos esses passeios por buscar áreas abertas ou espaços nos quais as meninas possam brincar livremente

Quanto coisa foi comprada e nunca foi usada, as coisas estragaram ou passaram do prazo de validade pois a quantidade de cosméticos estavam abertos e a muito tempo e de aparência duvidosa. E isso me leva a um outro quesito, quantas vezes priorizamos quantidade ao invés de qualidade e quando realmente queremos um bom produto de qualidade, mas ele é caro e se não tivéssemos gastados em tantas besteirinhas e talvez comprar aquele item de qualidade e de desejo poderia ter sido mais fácil?

Comprar tem muito do psicológico mesmo, quanto mais leio sobre o minimalismo e vejo vídeos tour sobre esses espaços e penso o quanto gostaria de ter um lugar assim para mim e entro em contradição por gostar de miudezas de decoração e de objetos de coração? Então a minha resposta temporária e comprar o menos possível e talvez me aproximar mais daquilo que tenho me tornado.

Quanto mais eu pesquiso e mais estudo sobre o assunto, mais tenho vontade de aprofundar sobre o assunto minimalismo e desejo conter os desejos de compras desnecessárias, é uma busca interior onde brigamos com o nosso interior e influi diretamente com o que consumismo.


E olha o sincronismo do universo fluindo, seguindo a @jureeduca e a @patriciapirota elas estão nessa mesma vibração de desapegar e deixar a vida fluir mais leve e editando esse post entrei em contato com esse vídeo com o tema “desapega, desapega” e resolvi ilustrar aqui, conhecimento nunca é demais.